É um animal e faz por instinto, mas é uma extraordinária demonstração de persistência. Ele não titubeia em nenhum instante: falhou, começa de novo, até conseguir seu intento. E, em certo momento, ele cai profundamente, quando já estava perto da conquista. Nem mesmo assim houve qualquer dúvida, recomeçou imediatamente.

Assim devemos fazer na vida. Recomeçar sempre que necessário, a despeito da dimensão do problema que possa nos ter abatido.